Loading…

Notícias

Quietinho em Casa com piloto para Braga

Com o intuito de reduzir ao mínimo as deslocações necessárias de pessoas e impulsionar o comércio local, a Associação Comercial de Braga (ACB), a InvestBraga, através da Startup Braga, e o Município de Braga juntaram-se ao projeto Quietinho em Casa, nascido a partir do movimento Tech4Covid.

Disponível há cerca de uma semana, a plataforma Quietinho em Casa reúne informação sobre o comércio com entregas ao domicílio, explicando de que forma podem os serviços ser utilizados. Farmácias, supermercados e restaurantes são alguns dos estabelecimentos que fazem parte do agregador de espaços comerciais de primeira necessidade com entregas ao domicílio. Para Braga, o projeto, nascido no âmbito do movimento Tech4Covid, desenhou um piloto dedicado em exclusivo ao comércio local, permitindo a consulta ágil dos serviços disponíveis através da seleção por categoria e localização.

Com 53 comerciantes bracarenses registados, a iniciativa pretende aproximar o comércio local dos bracarenses, revitalizando-o numa altura em que as autoridades de saúde pedem para que sejam evitadas todas as deslocações não essenciais. Desta forma, as entidades envolvidas pretendem incentivar os bracarenses a utilizar os serviços com entregas ao domicílio.

“Mesmo com as atuais limitações, importa manter a atividade económica, assim sejam salvaguardadas as condições de segurança para profissionais e clientes, pelo que o comércio on-line se revela uma excelente solução, em linha com as medidas tomadas desde a primeira hora pelo Município”, defende Ricardo Rio, Presidente da Câmara Municipal de Braga.

“Aproximar os consumidores locais do seu comércio foi o mote para a dinamização desta parceria, que pretende criar uma alternativa, credível e fiável, à grande distribuição para compras com entregas ao domicílio. Acreditamos que com esta plataforma estamos a fomentar um comportamento socialmente responsável de toda a comunidade com o comércio local”, defende Rui Marques, diretor geral da ACB, que reconhece no Quietinho em Casa uma boa opção, tanto para os comerciantes como para os consumidores.

Carlos Silva, Administrador da Invesbraga, defende que “estas plataformas permitem rentabilizar e dinamizar o comércio tradicional, preparando e capacitando estas estruturas para a mudança que se avizinha, de levar os seus produtos e os seus serviços às casas das pessoas”.

Já Luís Rodrigues, diretor da Startup Braga, destaca a agilidade com que foi implementado o piloto para apoiar o comércio local bracarense. “Esta é mais uma iniciativa que nasce a partir do Movimento Tech4Covid, que reúne mais de 4.300 voluntários, maioritariamente ligados à comunidade tecnológica e de startups. Quando tivemos conhecimento do projeto, desafiámos de imediato os seus promotores para desenvolverem as configurações necessárias à disponibilização da plataforma num plano local, começando por Braga. Foi extraordinária a aceitação que o desafio mereceu e a celeridade com que este piloto avançou”, diz.

O Quietinho em Casa, além de facilitar a pesquisa por segmentação dos espaços comerciais com entrega ao domicílio, disponibiliza vídeos tutoriais dos principais serviços de entrega, de forma a massificar a utilização da plataforma, eliminando barreiras associadas, muitas vezes, à pouca prática dos consumidores com compras online.

Este piloto está agregado ao projeto Quietinho em Casa, que se insere no movimento tech4COVID19, criado por um grupo de fundadores da comunidade tecnológica portuguesa que está a criar soluções tecnológicas que ajudem a população a ultrapassar os desafios lançados pela pandemia.

O projeto Quietinho em Casa dedicado a Braga poderá ser consultado aqui.

/Content/Images/Quietinho em Casa